quarta-feira, 27 de julho de 2016

DR no pé sujo


Por Américo Vermelho

Não importa o nome que se usa para designar o estabelecimento: se botequim, pé sujo, cospe grosso, meia bunda, sujinho, etc.
O que importa é que algumas coisas não podem faltar. Por exemplo: um casal personagem das músicas de Lupicínio Rodrigues numa das mesas "discutindo a relação".
E nem precisa ser de madrugada.




Viveu a vida, mas....


sábado, 16 de julho de 2016

Empresa do Jack Daniels leva 150 anos para reconhecer que um escravo foi quem criou sua fórmula


Antes tarde do que nunca, diz o ditado popular, mais vai postergar assim na casa do... Tio Sam.
A empresa fabricante do bourbon Jack Daniels só agora,  depois de 150 anos, reconheceu que o escravo Nearis Green (marcado à esquerda na foto),  foi quem inventou a fórmula do famoso uísque de milho do Teneesse, EUA.

Antes diziam que o inventor era o pastor Dan Call (destacado à direita na foto) , que escravizava Green. Escravizava e roubava seus direitos como percebemos um século e meio depois.

Acessem ao texto do Portal Fórum no link abaixo e saibam mais.

http://www.revistaforum.com.br/2016/07/11/apos-150-anos-jack-daniels-assume-que-a-receita-do-uisque-era-na-verdade-de-um-escravo/



quarta-feira, 1 de junho de 2016

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Aro 27: um bar sobre duas rodas


Nosso amigo Júnior conhece tudo de bike e de bar. De bike porquê trabalha neste bar oficina ou oficina bar. E conhece muito de bar porquê além de trabalhar num modelo destes, aliás modelo bem peculiar, é um assíduo frequentador.

Para se ter uma ideia, Júnior morava á 35 quilômetros do local de trabalho, na cidade de Mauá, na região metropolitana da Capital de São Paulo, agora mora a dois quilômetros, no bairro boêmio da Vila Madalena. Não é que o Júnior considera a Vila Madalena mais longe!

Ele explica: "Do Aro 27 até a minha casa, a dois quilômetros, tem uns 25 bares. Como vou parando em todos, fica bem mais longe do que quando eu ia para Mauá, de metrô e trem".

Vejam fotos e vídeo.







Claustofóbicos etílicos

Pois é o que sentimos.
Mas se estivermos dentro do bar, mesmo com ele fechado, não sentimos nenhum tipo de claustofobia. O senhor entende, doutor?