quarta-feira, 17 de maio de 2017

O amado Paulo Almada pôs os pés em nossa sede




Como o Rolling Stones dos blogues, o "Tire as mãos do meu pé sujo" tem espaçado suas atividades, mas sempre estará na ativa. Uma noite memorável nos faz voltar a postar nem nosso etílico e afetivo blog.

A noite foi a do 16 de maio, quando os editores do blog, todos os dois reunidos, Américo Vermelho e Washington Araújo, recebemos celebridades do mundo do pé sujo em nossa sede, a eterna Adega da Praça.

Nesta noite, recebemos o nosso correspondente em Guaratinguetá, Paulo Almada, acompanhado de Bel e Ana Maria.  Passaram também pelo local as "pésujetes" Cristina Vermelho e Valentina.

Sabe daquelas noites de boteco em que se fala de tudo, de política, cinema, música e, principalmente, mal dos ausentes?

Esta foi a noite!!!

Paulo Almada é daquelas pessoas agradáveis que tem muito para contar e conta muito.

Conheço Paulo Almada há quase quarenta anos, mas nunca tinha o visto.
Professor de queridos amigos da bucólica Vila Maria, em São Paulo, na época da ditadura, Paulo sempre foi comentado como um progressista, que muito batalhou contra o golpe e que plantou o socialismo no pensamento daqueles então jovens.

Como eu estudava em outro colégio, não pude usufruir dos ensinamentos do Paulo Almada. 
Mas, almas gêmeas um dia têm que se encontrar. E foi ontem.

Ah, e o professor Paulão é amigo e companheiro de batalhas de outro amigo meu, o Paulo Frateschi, também Paulão, dos tempos de início do PT e da Apeoesp.

Professor Paulão Almada, seja bem vindo e esperamos seus textos, para o "Meu pé sujo", de sua Guaratinguetá.

Obrigado pela noitada!!!!!!


Assinado: Washington Araújo




Da esquerda para a.... Vai, no sentido horário: Bel, Paulo Almada. Washington, Americo e Ana Maria.

sexta-feira, 10 de março de 2017

Hotel da cerveja terá a bebida até nas torneiras dos quartos



O blog apoia a iniciativa e aguarda, ansiosamente, os convites para a inauguração, com passagem aérea inclusa. 


Publicado no Site da Brewdog – 

A cervejaria irlandesa Brewdog quer ampliar seus negócios e agora planeja lançar um hotel especialmente para os apreciadores da bebida. O estabelecimento será localizado em Columbus, Ohio, onde a empresa acaba de inaugurar sua primeira filial fora da Irlanda.

O plano é que o local proporcione aos hóspedes um ambiente experimental em que seja possível desfrutar completamente o mundo da cerveja artesanal. Desde acordar com uma vista para toneis de cerveja e sentir o cheiro de malte recém-moído, a relaxar em um spa com tratamento de levedura, cerveja servida em todas as refeições (mesmo no café da manhã) e até mesmo saindo diretamente das torneiras dos quartos.
O ‘BrewDog hotel & sour beer brewery’ custará 6 milhões de dólares no total e, para viabilizar o projeto, os sócios da cervejaria artesanal lançaram uma campanha de financiamento coletivo onde pediram 75 mil dólares para iniciar a construção.
O prazo para o valor ser arrecadado deveria ser até junho deste ano, mas até o momento já conseguiu mais de 150 mil dólares, ou seja: 210% da meta.


As recompensas oferecidas para quem colaborar vão desde ter o nome impresso em um barril, camisetas, kits de cervejas, diárias com acompanhante, um banho de cerveja e até mesmo o direito de fechar o hotel inteiro para seus próprios convidados, entre outras coisas.

O estabelecimento será inaugurado no segundo semestre de 2018.
* Imagens: Divulgação


quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Sobre comunas e ignorantes

Aqui o interior do Bar Comuna, cuja  crítica do ex-Casseta nos aguçou a vontade de conhecer, mesmo não sendo um pé sujo, categoria de bares que apreciamos mais


Pelo que se sabe, o bar Comuna, em Botafogo, Rio de Janeiro, não é um pé sujo, mas vale aqui pelo "sabão" que Gregório Duvivier dá nesse antigo humorista que perdeu o humor ao virar um "coxinha" pseudo-intelectual, crítico contumaz da esquerda.

Aprendemos na vida que só erra quem não tem dúvida. O Claudio Manoel dos Santos, como muitos outros que viraram especialistas em falar mal da esquerda, errou por não consultar nem o Google.

Indo ao moderno pai dos burros, verificamos a procedência da palavra comuna
Duvvier tem razão, os comunistas não estão chegando, mas os fascistas, ignorantes, já reinam nas chamadas Redes Sociais.

Vejam só a ignorância desses caras que resolveram agora sair do sarcófago para falar contra a esquerda: 

Comuna:
substantivo feminino

1- Na Idade Média, cidade que se tornava emancipada pela obtenção de carta de autonomia fornecida pelo seu suserano.

2. - Na França, a menor subdivisão administrativa do território.


Antigamente, associação de burgueses da mesma localidade que tinham o direito de se governar a si próprios.
Em alguns países, divisão territorial administrada por um prefeito, assistido pelo conselho municipal. Conjunto de cidadãos que aí vivem.

Comuna popular, na China, organismo em que se agrupam diversas aldeias com o propósito de melhorar a agricultura e de coordenar os trabalhos de interesse geral.

Levou casseta, Claudio?

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Bar deseja felicidade para daqui a 18 mil anos

Pois é, quando dizemos que bar é sabedoria, muitos torcem o nariz. 
Já prevendo que os próximos 18 mil anos não serão nada fáceis, o Bar Nossa Senhora Aparecida deseja a todos um feliz 20017

Tomara estejamos todos vivos para comemorarmos a felicidade que demorará, mas virá. 

Portanto, o boteco prevê que a felicidade só virá com a aposentadoria proposta por Temer, inclusive para este que porta uma cuia de chimarrão ao lado direito da foto. 

sábado, 12 de novembro de 2016

Cerveja e banho


Meninos, ouçam os os conselhos dos mais velhos!....Eles encerram grande sabedoria, conquistada com muito esforço e enorme meditação!

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Todo mundo é Diretor!

O blog ainda não conhece este boteco por dentro, mas o nome é bem sugestivo.
Pé sujo que é pé sujo, de verdade, trata todo mundo como se fosse da diretoria.
É um mundo onde todos são diretores e o dono é um serviçal. Digno serviçal.

PS: Não conhecemos por dentro, mas sabemos e divulgamos o endereço: Rua Moncorvo Filho, 40 - Centro do Rio (a 50 metros do Campo de Santana).