sábado, 31 de dezembro de 2011

2012: faremos mais e melhor. Façamos, vamos ao bar....






Os Americões, vermelhões, 
Renan, Cacau, Gabi e Ian fazem.
Façamos, vamos ao bar

Os Marcelões, do fogão, fazem
Fluzões, vascões e mengões, fazem
Façamos, vamos ao bar....

Os Boechats, ferrugens, doutores e Alexandres, fazem.
Façamos, vamos ao bar


Os Santões, coringões, palestrinos e sãopaulinos, fazem.
Façamos, vamos ao bar....

As Tanias Pradas, que parada, fazem
As Pris do Pará, Rob Darwin, Claudinhas e Paulinhas fazem.
Façamos, vamos ao bar.

Alegres Helenas, que pequena,Robertas, Silvias, Carolino e Yared,  fazem.
Façamos, vamos ao bar.

Luiz Eduardo, o Motta do Bota, e o poeta Vitor Góes, fazem. Isaac patagão e muito irmão, fazem.
Façamos, vamos ao bar...

Amigões de outros rincões, fazem.  
Carmola e Ana, galegas dos sambões, fazem.
Façamos, vamos ao bar....


Os Renatões e os Ronaldões, floreiras que não se cheira, fazem.
Façamos, vamos ao bar....

Chico Almeida, Zé Conte, Gouvêa e Terrazas, que arrasa, fazem.
Façamos, vamos ao bar....

O Serginho, nosso bolinha, Castanheira e Caixa d’água, que traga, fazem.
Façamos, vamos ao bar...

Os pedintes, que requinte, fazem.
Haroldos, em cima e embaixo do toldo, fazem.
Façamos, vamos ao bar...

Os rouxióis, do coreto, em dueto, fazem.
Cantores, violeiros e pandeiristas, salve Alequis, fazem.
Façamos, vamos ao bar...

A Turma da Praça, de lente e cachaça, fotógrafos sem arruaça, fazem.
Façamos, vamos ao bar...

O Waguinão, reclamão, a Thais, Leila e Renatão, fazem.
Façamos, vamos ao bar...

O Camello, com a lia, Guilhermo, Reinaldos, Haroldos e companhia, fazem.
Façamos, vamos ao bar...

Nosso Paulão, Yoyo, Lilica, Tata e Chicão, fazem.
Façamos, vamos ao bar...


A Carlinha, a Di e o Azia, fazem. Celso e Moreirinha, fazem.
Façamos., vamos ao bar....


A Yarinha e o Bruninho, filósofos de mesa, balcão e academia, fazem.
Façamos, vamos ao bar....


A Pati Gusmão, como não, Alana, Marilia e Tereza, que beleza, fazem.
Façamos, vamos ao bar...

O capitão e o Washington, que paradiou esta letra do Cole Porter e do Rennó, sem dó, fazem.
Façamos, vamos ao bar...

O Chico Buarque, que craque, e a Elza Soares que cantaram vamos amar, fazem.
Façamos, vamos ao bar....

Enfim todos da São Salvador, com prazer e sem dor, fazem...
Façamos, vamos ao bar...

Em 2012, faremos mais e melhor.
Façamos, vamos ao bar....

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Inauguração da "nova" Adega da Praça

Demorou um pouco para a festa de inauguração do nosso templo de consumo, a Adega da Praça.
É que o co-editor e mentor-mor desse bravo blog, Washington Araújo, agora morando em 3 cidades diferentes (Rio, SP e Brasilia) demorou a achar um tempo na sua agitadíssima agenda para a grande efeméride.
Na foto, da esquerda para a direita: Laudir de Oliveira (lenda viva da percussão),Moreira, Guto (tambem lenda viva do Barão Vermelho), Americo, Gabriel, Serginho, Wellington e Washington.....
Reunir outra vez um time assim vai demorar um bocado....
(PS: reparem que as mesas e a parede são novas....mas a placa com o cardápio é a mesma....isso o mantém um pé-sujo autêntico, segundo a avaliação unânime do time acima).

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

domingo, 18 de dezembro de 2011

Para esquecer

Cerveja é smpre uma boa  fiel companheira.

Este acima, bebe para se esquecer da cachorra; um dos diretores deste  blog bebe para esquecer o passeio que seu time, o Santos, levou do Barcelona.

Vai beber pelo menos umas quatro. Uma para cada gol tomado.

Mas que ele "Messi"as consequências!!!!!!

Obrigado, nobre Conte.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Como se faz cerveja no Japão

http://www.youtube.com/watch_popup?v=K-Rs6YEZAt8


Saboreamos uma desta depois da vitoria do Santos contra o Kashiwa Reysol.
Que Sapporo!!!!!

domingo, 11 de dezembro de 2011

Coca-Cola e Terra, respeitem nosso blog

O portal Terra e a Coca-Cola se juntaram para homenagear uma das figuras mais éticas do Brasil, o nosso prezado amigo Afonsinho, craque de futebol e cidadania. Pena que pisaram na bola ao utilizarem fotos de nosso blog sem creditar quem merecia.

As fotos foram feitas por este blog e publicadas no mesmo, reportando visita dos craques Afonsinho e Nei Conceição a Praça S. Salvador.

Que coisa feia, Terra e Coca-Cola!!!!!!!

Veja o link abaixo:

http://copacocacola.terra.com.br/noticias/licoes-de-esporte-2/senhor-do-proprio-destino-274

....e a estrela renasceu!!

Para os sedentos, ansiosos e apressados aqui vai,  em primeira mão, a Adega da Praça na sua mais nova versão......Como disse uma amiga: continua um pé sujo, mas com as unhas limpas!....

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

O renascimento de uma estrela

Os assíduos frequentadores da  Praça São Salvador aguardam, sedentos, o renascimento  da Adega da Praça.
Segundo informações confidenciais colhidas nos bastidores, serão 3 banheiros (não me perguntem por que 3...), tv de 40", etc. etc.
Aguardemos!!!

domingo, 4 de dezembro de 2011

Sem saideira, doutor!!

Ele nunca foi de pedir a saideira.

Só mudou de lado do balcão, mas sempre jogará no nosso time.

Nas fotos acima, Sócrates em Cuba, ano de 2.000.

Na primeira, com Lula e amigos.

Nesta noite, Sócrates só falou da Democracia Corinthiana.

Lula não deixava mudar de assunto.


Abração, Doutor....

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

FAZENDO AMIGOS E CONQUISTANDO PESSOAS

Nosso intrépido e assíduo correspondente em Santos, Zé Carlos Conte, manda este cabograma com a foto acima e o texto abaixo:
Chega o verão e nossa boa (uhn...) amiga Veronika, de Estocolmo, não economiza esforços e providencia o embarque de cerveja para atenuar o nosso calor brasileiro.
(PS: Vem beber junto, vem, Vevé!)

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

vai uma cerveja aí?


video
A turma do blog (seus editores, colaboradores, amigos e admiradores) gosta tanto de cerveja que...bem, não chegamos a esse ponto, mas estamos próximos.....

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Almada's Beer: o corpo e a alma da cerveja

Nosso correspondente em sampa está louco para mudar para o Rio, onde ele tenta andar descalço a vontade. 
Mas, enquanto isso não acontece, o Paul vai visitando templos da boa cerveja e nos manda dicas como a que segue abaixo. 
Ah, logicamente, todos os adjetivos, com exceção ao utilizado para a bela Lilian, são por sua conta e risco.
Diz o Paul: 

"O bonitão aí da foto - que atende pela alcunha Sergio Symanski - é um gaúcho de Porto Alegre que se perdeu em São Paulo há pouco mais de cinco anos. 



Depois de umas cabeçadas aqui e ali, Serginho (só para os íntimos, afinal o cara é gaúcho e não gosta de frescura) resolveu investir naquilo que realmente gosta: cerveja. Sorte nossa.

Há pouco mais de dois meses este fanático por lúpulo e pelo Internacional (mulher fica em terceiro lugar em sua preferência, claro) abriu a Almada's Beer Store no Alto da Lapa.

Não se trata de um boteco,  no entanto o negócio da Almada's é cerveja engarrafada, e isso ela faz como nenhuma outra. Literalmente. 


Única do gênero na capital, a Almada's Beer Store conta hoje com quase 300 rótulos diferentes de todo canto do mundo.


É cerveja pra deixar qualquer apaixonado tonto antes mesmo do primeiro gole e tem um monte de cerveja nacional artesanal.

Esses dias apareceu um rapaz por lá que entrou sem dizer nada, olhou, olhou, olhou, virou pro Serginho e disse: "Meu amigo, finalmente entendo porque minha mulher demora tanto quando entra numa loja de sapatos."


Pra quem gosta da bebida é um prato cheio; ou melhor, são copos cheios. Vale a pena conferir. Tudo indica que daqui a pouco vira ponto turístico.


A bonitona aí da foto é a Lilian, que apesar de loira não é gelada e tampouco está à venda.
Isaac é de uma cervejaria italiana chamada Baladin e as garrafas deles são as mais bonitas


Facebook: https://www.facebook.com/pages/Almadas-Beer-Store/267531646608917?ref=ts

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Moacyr, a luz do Samba do Trabalhador

 Ele é a alma do Samba do Trabalhador.O samba que nunca se apaga, tem seu apogeu no Renascença com o iluminado Moacyr Luz.

Todas as segundas-feiras, o Moacyr está lá com a sua afinada roda de samba, no clube do Andaraí. Ali pertinho das Vila Isabel, berço de  Noel.

Obrigado, Moacyr, sua luz nos conduz....
 O povão vai chegando aos poucos, por volta das 16h30 e o samba já está comendo solto.

Lá pelas seis da tarde, o clube está repleto de alegria, chuva, suor e muita cerveja

Estivemos lá, aproveitando a emenda do feriado do dia 15, 
com a nossa cantora predileta, Carmola, com o nosso amigo Serginho, a passista Andréa 
e o grande cantor e compositor angolano, Abel Duerê.

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Apoio

Como nossos 17 leitores sabem, apoiamos qualquer movimento sério, em qualquer parte do mundo e em qualquer época.

sábado, 5 de novembro de 2011

Bar do Macedo

Já está virando rotina.

Vira e bebe e estamos no Bar do Macedo, na Vila Planalto, em Brasília.

Bar é assim: a gente leva um amigo e este um dia leva a gente.

Foi o que aconteceu nesta semana.

O Marcelo, amigo da São Salvador que já entornou caixas e caixas de cerveja com a gente, agora em Brasília foi quem nos convidou para ir ao Macedo. Bar de um ex-mordomo da Embaixada do Brasil na Itália.

E sabe quem apresentou o Macedo para o Marcelo?

Este blog que prima por procurar coisas boas do ramo etílico e gastronômico, em qualquer lugar do planeta. 

Na foto, a moçada já farta de buchada, carne de bode, badejo grelhado, vinho e muita cerveja....

Por falar neste aconchegante bar, um amigo. que sai de lá tortinho de vez em quando, arrumou um jeito de ir no Macedo sem que a dedicada esposa pegue no seu pé, ele diz para ela:

"Vou ali no Macedo".

Ela pergunta: "De novo naquela bar?"

E, mais do que depressa, nosso amigo emenda:

"Você na ouviu direito. Disse que ia ali e volto MAIS CEDO.

 


Obs.: A foto foi feita por um cliente já mais pra lá do que pra cá...

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

100 anos de Nelson Cavaquinho

No dia 29 de outubro último, Nelson Cavaquinho faria 100 anos.

Ou melhor: no dia 29 de outubro último, Nelson Cavaquinho completou um século de vida.

"Tire seu sorriso do caminho..."

No caminho de Nelson estava o Morro da Mangueira quando ele, soldado da Cavalaria da PM, amarrava o cavalo do lado de fora de um boteco e tomava suas biritas, cantando e compondo com Carlos Cachaça, Cartola, Zé da Zilda, também conhecido como Zé com Fome.

Cônscio de seus deveres, o caxias do seu cavalo, que tinha o nome de Vovô, voltava sozinho para o quartel, denunciando o seu companheiro de patrulha.

Em razão disso, Nelson foi preso várias vezes.

Ganhamos nós. Pois Nelson compunha tanto encarcerado quanto na mesa de um bar.

(Obrigado, Conte). 


Pranto de um poeta

Em Mangueira
Quando morre um poeta
Todos choram
Vivo tranquilo em Mangueira porque
Sei que alguém há de chorar quando eu morrer

Mas o pranto em Mangueira é tão diferente
É um pranto sem lenço
Que alegra a gente
Hei de Ter um alguém
Pra chorar por mim
Através de um pandeiro e de um tamborim
 
http://letras.terra.com.br/nelson-cavaquinho/1010205/

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Samba no pé. no pé do morro do Marapé

Santos (SP) - Nosso correspondente-cúmplice Zé Conte foi e afirma (sem receber nada por fora, notem, porque não somos dessa laia) que é bem boa a roda de samba do Ouro Verde FC, ao pé do morro do Marapé, perto da Vila Belmiro, canal 1. 

Aos sábados das 20h às 23h30 (passou daí, a vizinhança chama a “puliça”). 

Entrada livre; só paga o que come/bebe: pastéis, pepino em conserva, esfiha da Ana, cerveja de garrafa e um clima de amizade e boa convivência que, segundo ele, lembra a nossa excelsa praça de São Salvador. 

Num post scriptum (o popular “PS”) à nossa redação, o cúmplice (que, como nós, jamais leva nada por fora) desabafa: 
“Cáspita, o samba é bom, mas é muito açúcar na caipirinha!”.

Endereço da roda: rua Nove de Julho, 41.  


PS2, este da diretoria do blog: 
 Conte, na São Salvador não tem água e nem suco de laranja na mesa da roda de samba.

sábado, 22 de outubro de 2011

Praça São Salvador é nosso salão de festa

 Sexta-feira foi dia de anviersários na Praça São Salvador.

A nossa musa Tania Prada, a Cecília, o grande Rob e a Isabel  viram seus convidados lotarem a praça para a trripla comemoração.

A nossa Tania, a tia Tania de todos, fez 60 anos e teve direito até a carro de som com discursos ecoando pela praça. Na hora do discurso, Tania não esqueceu da Cecília, igualmente, sexy(sagenária).

A festa foi a  prova inconteste de que a alegria veste a Tania Prada.
Choro, riso, bolo, salgadinho, cerveja geladíssima,  uisque, cachaça, adereços de fantasia, show da cantora Guidy..., foram os ingredientes do festejo que varou a noite.

Depois, a turma da praça ainda foi para a casa do Rob e a festa continuou....
 

A voz da Ouvidor

E a voz do rua do Ouvidor ecoou forte como sempre neste sábado nublado no Rio de Janeiro.

Comandada pelo Gabriel, a roda da Ouvidor brilhou no lugar do sol no centro do Rio.

Cerveja e o conhaque para esquentar as goelas não poderiam faltar.

Valeu Gabriel.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Bar com trocadalho

Foto enviada pelo nosso correspondente em Santos, José Carlos Conte.

Um palmeirense que está apaixonado por Santos e pelo Santos.

Aliás, este bar do trocadilho fica na frente da vila mais famosa do mundo., a Vila Belmiro.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Urubu no cardápio?


Não, embora esteja a dois longos dias longe de qualquer gota de álcool, não estou sofrendo de delirium tremens.

Para comemorar as 48 horas de seca, fui fazer uma caminhada no Parque da Cidade, em Brasília.

Na volta, passei num restuurante de hotel para encomendar filé de frango e salada.

Absorto com meus pensamentos sobre a minha vida saudável, fui interrompido por um burburinho.

Ao lado de garçons e clientes vi este urubu na mesa, pronto para fazer seu pedido.

Palpites de clientes e garçons não faltavam.

Para os vestidos de pinguim, o urubu era mensageiro de má sorte e voaria com seus 10% naquela noite de segunda-feira.

Outros comentavam que este é o ano do Flamengo. E alguns tiravam no palitinho para descobrir quem atenderia ou espantaria o convidado vestido de gala.

Eu, por via das dúvidas, dispensei o filé de frango e saí de fininho levando somente a salada.

Vai saber se nosso amigo foi o único a fugir da cozinha...

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Salvem os artistas da São Salvador!

‎"A sociedade só proíbe aquilo que ela mesmo suscita" 
(Claude Lévi-Strauss)
Tem um movimento retrógrado na Praça São Salvador para proibir tudo que leva gente ao local
Muitos meiaidadedezinha e idosozinhos  (de cabeça) vivem criando abaixo-assinado para tirar isto ou aquilo da praça.
Conseguiram até expulsar a garotada que faz e dá aulas grátis de malabares ao lado do chafariz.
Esta garotada foi expulsa para um local onde já foi até assaltada.
Aliás, quando chegamos aqui na praça, o Américo primeiro e depois eu, o Washington, ela estava abandonada, suja e com todos os moradores sujeitos a vandalismo.
Agora que a praça tá animada, com música, malabares, bares,  feirinha e tudo o mais, a turma do contra está, adivinhe, contra, lógico.
 Democracia é muito boa. 
Por isso, pedimos: nos apresentem um abaixo assinado contra os artistas da praça que apresentaremos dois, a favor. 
Salvem os artistas da Sansalva!

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

O buraco do reitor e uma oração de botequim

Um dos nossos correspondentes na capital do estado do Ceará,
Altino Farias, envia a oração de balcão abaixo e explica:

Nossa turma aqui em Fortaleza frequenta um bar que se chama "Buraco do Reitor".

Próximo a um núcleo da Universidade Federal do Ceará, o bar existe há mais de cinquenta anos. 

Seu Manoel foi o fundador, e já há alguns anos o Andrade, irmão, está à frente dos trabalhos.

À época de sua fundação o bar era válvula de escape de estudantes universitários, daí o nome.

Segundo Seu Manoel, ele já formou mais gente que a UFC.

A turma, constituída de cinquentões pra lá, é super animada e muito unida, digna do adjetivo "confraria", pois realmente são como irmão.

Inspirado no ambiente e nesse clima fraterno, escrevi o texto "Eu Quero", que se encontra publicado no blog http://www.opiniaoemperspectiva.com/, no mês de agosto do corrente.

Modéstia à parte, considero uma verdadeira oração ao botequim.
Eu Quero!!



Eu quero beber num botequim...

Que tenha um balcão nem grande nem pequeno, mas simples e acolhedor, onde a gente possa beber junto e rir das coisas da vida por horas a fio.



Que tenha tamboretes toscos para sentarmos, mas tão aconchegantes que a gente nem sinta o tempo passar.

Onde o dono do bar beba conosco, participe de nossas brincadeiras e que, de vez em quando, se embriague também.

Em que a falta de tira-gosto não faça falta, porque cada um traz um pouco de casa, dividindo com os outros sua alegria de estar ali.

Onde eu tenha a certeza de que o próximo a chegar é um amigo, e o próximo também, e próximo e o próximo.

Onde se discorde de política, futebol e religião o tempo todo; mas que, no fim das contas, política se transforme em amizade, futebol em cachaça e religião em solidariedade.

Raimundo dos Queijos, Chaguinha, Esquina, Bigode, Pedim... Balcão, tamborete, cachaça e bebim...
Bebo também no Buraco do Reitor,
Em todos, amizade, verdadeiramente, quer dizer amor.

domingo, 2 de outubro de 2011

Com cerveja, tudo fica mais perto


Está mais do que provado, longe é um lugar que não existe (obrigado, Saint Exupery) quando se trata de boteco.
O Armazém São Pedro, um dos mais gostosos pés sujo de São Paulo, plantado em plena Vila Madalena, é vizinho da Adega da Praça, na São Salvador, Flamengo.
Se não vejamos: estávamos no Armazém São Pedro tomando uma Original, quando me aparece um frequentador da Adega da Praça.
É o Fernando, que recentemente mudou para o Rio e já foi para o bem bom da praça.
Portanto, provado.
Quem tem bom gosto se encontra na São Salvador ou na Vila Madalena.
Afinal de contas, a cerveja encurta distâncias.

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Oxota. A coisa tá russa....

Este blog é assim mesmo, do Ceará pulamos para a Rússia.

Nosso correspondente na Europa, José Cavalli, enviou estas contribuições.

E não é que nosso intrépido colaborador descobriu uma cerveja que tem o Washington no rótulo?


A cerveja belga Bacchus (que belo nome) só tem um porém que arranha a reputação etílica do Washington: tem sabor de framboesa.

Mas ele ficou feliz do mesmo jeito, principalmente ao conhecer uma russa bem gelada com o nome de... "Oxota".  Veja abaixo.
Nosso personagem agradece aos céus por não ter sua esfíngie retratada na garrafa desta "Oxota".

O que iriam dizer?

Mas que o nome é inspirador, isso lá é.

PS.: o número que está na garrafa é o preço em rublos.
Trinta e cinco rublos equivalem a, mais ou menos, um dólar.
Oxota barata, sô....

domingo, 25 de setembro de 2011

Pé sujo certificado.... no Ceará

No Ceará tem disso sim. Um grupo conhecido como "Pelos Bares da Vida", criou um selo de qualidade para os pés sujos.


Eles visitam o bar,tomam todas e se considerarem que merece um selo de qualidade, pregam o adesivo na parede e pronto, o pé sujo já está certificado.

O nosso correspondente no Ceará, Tarcisio Bezerra, conhece quase todos os bares já certificados e promete conhecer todos em breve.

Ainda mais que o seu Ceará está tão mal no Brasileirão que só lhe resta beber umas geladas para esfriar a cabeça.

Entre no site e veja as fotos dos bares. www.pelosbaresdavida.com.br.

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Sobe....para o xixi

O Mercado Municipal de Floripa é um dos mais charmosos do Brasil.
Lá tem o famoso Box 32, frequentado por ilustres personalidades, mas nós do blog nos quedamos pelo Bar Spinoza, bem na esquina do Mercado.

O que segurou a turma do blog lá? O chope bem gelado (não tem cerveja de garrafa, mas...), o pastel bem recheado de carne, camarão ou palmito, a linguiça húngara....

Mas o mais pitoresco do bar é o elevador para um único passageiro, que leva as pessoas para fazer o ncessário xixi.

Vejam na foto um ilustre usuário utilizando o banheiro, cheio com a  bixiga  e com a esperança de que o elevador não seja tão lento.

domingo, 18 de setembro de 2011

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Um chapeleiro (nada) maluco

César bebendo uma gelada e contando histórias e com a Carmola, mais bonita ainda com um Panamá.... do Equador


Ele pode até ser considerado maluco, pois ajuda crianças que trabalham na rua, mas exige o boletim escolar.

Pode ser maluco por convidar dois recém clientes a sentar na mesa reservada para curtir um chorinho na Ouvidor, de frente para o Bar Antigamente.

Pode ser considerado maluco por dar uma aula de como não se deve contabilizar perdas, presenteando as pessoas para que aprendam a lição.


Este é o César, que eu e a Carmolinha conhecemos recentemente no centro do Rio.


Ele vende chapéu Panamá e pode ser considerado maluco ao explicar que o chapéu Panamá vem do Equador, que o país do canal só ganhou a fama.


César é da Confraria do Chapéu Panamá e vende os mesmo sempre contando histórias interessantes e ainda é especialista em tecnologia de informação.

É destes malucos que precisamos cada vez mais.


César, para você, tiramos o chapéu....


Assinado: Washington




quarta-feira, 7 de setembro de 2011

De volta ao bar do Careca, BH



Com o Uilsim, amigão de BH, e o Careca. Acima a preciosa coleção

Certa vez, postamos aqui uma história do Bar do Careca, de Belo Horizonte.
Campeão do concurso Comi Di Buteco, o Careca perdeu um cliente, morto num acidente de carro.
Dias depois, uma senhora, toda vestida de preto, entrou no bar e disse que seu marido havia deixado um coleção de cachaça,
Ela dooou a coleção ao Bar do Careca.
E lá está a coleção de cachaça rara, num pedestal.
Recentemente, o Careca recebeu nova visita da viúva, que cochichou:
"Olha só como ele cuidou bem da coleção do meu marido"



quinta-feira, 25 de agosto de 2011

genérico sobe?

Não temos ideia.
Tá barato?
O preço caiu?
É moleza?
Você confia em genérico?
Você compra pelo telefone?
Confia no entregador?
Não tem medo de ficar na mão?


Cartas à redação.

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

O dia em que esvaziamos a adega da praça





Realizamos nossaa fantasias, com muita cerveja, porquinho e picanha...

Quinta-feira, dia 18, foi o dia em que a Adega da Praça ficou vazia e a casa do Washington lotada.

Foi o dia em que a grande cozinheira Isabel preparou uma costelinha de porco e uma picanha no forno para ninguém botar defeito.

Esvaziamos o bar, sim, mas não paramos de pedir que entregassem cerveja.

Sem precisar escrever muito, as fotos falam.