quarta-feira, 22 de outubro de 2008

O samba e os bares estão de luto


Já disseram que o poeta não morre, encanta-se. Encantou-se Luiz Carlos da Vila.

Tive o prazer de vê-lo na festa do meu aniversário em maio último quando completei 50 anos. Foi um presente e tanto. Cantou quase uma hora e olha que seria somente um canjinha.

Uma das músicas mais bonitas de Luiz Carlos da Vila era "O show tem que continuar". Era uma espécie de um epitáfio otimista, se pode haver felicidade na morte.

Mas como ele não morreu, encantou-se, continuemos a cantá-lo.

Cantar Luiz Carlos que se intitulava das Vilas, pois tinha raízes na Vila da Penha e apêgo com Vila Isabel. Podemos chamá-lo também de Luiz Carlos das Vidas, pois tinha muitas vidas no seu cantar.

E continuará vivendo, encantado, cantando

"Nós iremos até Paris
Arrasar no Olímpia
O show tem que continuar

Olha o povo pedindo bis
Os ingresso vão se esgotar
O show tem que continuar

Todo mundo que hoje diz
Acabou vai se admirar
Nosso amor vai continuar
"

Por Washington Araujo

Abaixo, link de um show de Luiz Carlos da Vila no Circo Voador.
http://br.youtube.com/watch?v=OcJcvqwa-QM

Um comentário:

Luiz Alberto Carvalho, 29, jornalista, disse...

Certa vez, na tentativa de fugir dos pagodes de boteco com ar-condicionado e ambiente higienizado, gravei um CD para minha esposa, apaixonada por samba. Entre as canções dos grandes poetas como Paulinho da Viola e Adoniran, estava essa canção do Luis Carlos que cita no post. Foi em silêncio, sem arrastar multidões porque não era celebridade, veja só. Um abração e parabéns pelo trabalho.