sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

O bar de Eduardo Galeano


O escritor com o cineasta Guilherme Planel e uma vista do Café Brasilero

O blog foi até Montevidéu conhecer um dos últimos bares românticos da cidade e um dos maiores escritores do mundo.

Quem nos levou ao local foi o Eduardo Galeano, um mito da literatura que vive de apontar as injustiças sociais no mundo.

Mas se Galeano é crítico âs atrocidades praticadas deixa de sê-lo quando aponta o Bar Brasilero como um dos recantos mais inspirados de Montevidéu.

"O bar já fechou três vezes. Rezo todos os dias para que isso nunca mais aconteça", diz o escritor do Livro dos Abraços e de As Veias Abertas da América Latina, que frequenta o café há quase meio século.
Que as portas do Café Brasilero continuem abertas para as pessoas de bom gosto.
Salve, Galeano.

Um comentário:

luciana disse...

quando vai ser a 24hs etílicas? tenho que programar com a gang....fico no aguardo.....experimente tb a Nortenha, parecida ou melhor que a Patricia....mil bje de Luciana e Andre