domingo, 26 de maio de 2013

Tereza da Vila, de todo o mundo


Dona Tereza de todas as torcidas, com craques como Dudu (Palmeiras), Badeco (Portuguesa), Basílio (Corinthians) e Feitosa (Portuguesa). Entre eles, alguns pernas de pau.

A Vila Maria deixou de ver fisicamente a nossa grande amiga Maria Tereza Sarraf.

Professora de banco escolar, da rua, das nossas vidas, a dona Tereza encantou-se, como dizia Guimarâes Rosa.

Pois, para o nosso grande escritor, "o mundo é mágico. As pessoas não morrem, ficam encantadas".

Mãe de nossa amiga de infância, Cida Sarraf e do Mário, dona Tereza era também uma mãe para nós.

Mas não era aquela mãe que só repreeende.
Não sabemos no caso da Cida e do Mário, mas para nós, a dona Tereza só falava para gente ousar, fazer, ser feliz.

Ah, você deve estar se perguntando: "O que a dona Tereza da Vila Maria tem a ver com este blog de bares pés sujos. 

Explicamos: dona Tereza era chegada numa cervejinha. Tinha bom papo e curtia a vida pós balcão.

Tanto que depois da missa do sétimo dia, fomos todos beber em honra a dona Tereza.

No bar do Giba, onde ele já tomou umas, cantamos, contamos "causos", rimos, choramos e, lógico, bebemos umas bem geladas lembrando da nossa amiga, que, certamente, ocupava um lugarizinho ali do nosso lado.

Ah, dona Tereza era palmeirense. Mesmo em meio de corinthianos (inclusive os filhos e o seu Joâo, marido, com o qual deve deve estar dando boas risadas nese momento) do genro e neto (santistas) e demais torcedores, ela mantinha sua verve bem humorada e curtia os momentos felizes (atualmente nem tantos) do verdão do Parque Antártica. 

Dona Tereza, saiba que onde a senhora estiver, haverá um pouco da nós e sabemos que muito da senhora sempre estará com a gente.

"Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. 
Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós." (Antoine de Saint-Exupéry.









Um comentário:

Leitura ao Pé da Letra disse...

D.Tereza, minha mae, era uma companheira e tanto! Meus amigos tornavam-se seus amigos!Ns festas de aniversario em casa, muitos apreciaram seus quitutes árabes e suas saborosas sobremesas! Devemos a ela grande e boa parte do sucesso de nossos encontros! Conversava sobre política, futebol, filhos....Adorava as cantorias!!!! Este encontro com os craques do futebol, proporcionada pelo amigo Washington, foi um momento muito especial para ela! Nao se esqueceu jamais deste encontro!

Obrigada querido! Valeu amigo!