quinta-feira, 27 de maio de 2010

cerveja cara na visita de correspondente


Felipe, Washington e Afonsinho. Foto do co-editor, Américo

O nosso correspondente em Paris, Luis Felipe Kessler, recentemente visitou a sede dos pés sujos.
No entanto, como dificilmente ele se desloca do Leblon para o Flamengo, agendamos umas cervejas de garrafa bem geladas naquele próspero - e põe próspero nisso - bairro da zona sul carioca.

Se não é fácil, meus amigos, encontrarmos pés sujos no Leblon, mais difícil é degustarmos o líquido precioso das garrafas de 600 ml nos "pés limpos" da localidade.

Depois de muito procurarmos e constatarmos que um antigo bar da Cobal, último remanescente dos vendedores do refil de 600 ml, havia se entregado para a ganância da venda unilateral do chope, chegamos até um oásis.

Mas que oásis caro, deuses da cerveja!!!

Nos cobraram a bagatela de R$ 7,50 por unidade!!!

A vinda do nosso valoroso correspondente valeu, pois podemos colocar a conversa em dia e contarmos com a preciosa presença do prezado amigo Afonsinho, craque dos melhores, de coração e bola nos pés.

Volte sempre, Felipe.

3 comentários:

Anônimo disse...

Nessa foto aí só tem craque. Uma linha de primeira linha. Cabeças e corações da melhor qualidade. Abraços em vocês. Cláudio Lovato

P.S.: Tudo isso e, claro, uma camisa mágica, magistral, insuperável, imortal. Valeu, Felipe.

vermelho disse...

Eu, como co-editor e autor da foto, sou testemunha da exorbitância do preço da cerveja na Academia da Cachaça, no Leblon: R$ 7,50!!!!..Isso dá prá comprar 2 cervejas na Praça São Salvador e, se for mais para o Centro da cidade, dá prá quase 3 cervejas.....Meninos e meninas: prá gente igual a nós, que gosta de pé-sujo, não dá prá frequentar os do Leblon. É muito elitizado. E os garçons, como sempre, acham que são mais importantes que os clientes.....Como diz a minha filha: sem condições!!!

Edgard Franco disse...

Vejo que o Felipe não se comportou adequadamente na companhia do grande Afonsinho. Isso é jeito de se vestir?